28 de maio de 2010

Dvd Shrink

O DVD SHRINK é de muito fácil utilização; não obstante, é muito poderoso, é rápido, é free, e, sob a minha ótica, é HONOR CONCUR para copiar DVD.


Uma vez que o DVD foi ripado para o HD, o(s) arquivo(s) ou estão em ISO ou estão em FILES.

Se o DVD foi ripado em ISO para uma partição NTFS do HD, o tamanho do arquivo deverá ser enorme, normalmente acima de 4,7 GB, contendo todos os arquivos do DVD.

Se o DVD foi ripado em FILES para uma partição FAT 32 ou NTFS do HD, existirá uma pasta com o nome do LABEL do DVD e dentro dela existirá uma outra pasta de nome VIDEO_TS, com todos os arquivos do DVD, e outra (às vezes) de nome AUDIO_TS, vazia. Leitores domésticos mais antigos, não lêem os DVD se não existir essas duas pastas.

Quando ripar em FILES, faça a opção de ripar tudo; somente os VOB e IFO do filme nem sempre possibilitam concluir o processo.
Se o DVD contiver pequenos jogos para computador, provávelmente existirá outra pasta de nome JACKETS_TS com alguns arquivos do jogo, sendo que o executável do jogo e alguns arquivos pertinentes estarão na RAIZ do DVD. A MGM costuma incluir uma pasta com um link para o site dela, fins fazer propaganda de seus produtos.

O DVD SHRINK utiliza somente o contido na pasta VIDEO_TS do DVD, ignorando todo o restante!!!
É possível incluir o jogo e/ou a propaganda da MGM no DVD cópia, se houver no DVD original, bastando compactar o filme um pouco mais, para se ter o espaço necessário e poder inserir os arquivos/pasta pertinentes. Essa inserção deverá ser feita após o DVD SHRINK concluir o BACKUP em FILES (não em .ISO), antes de gravar com o NERO ou CLONE etc. (O DVD DECRYPTER grava apenas em .ISO, através da opção: WRITE ISO).


- Ripar significa extrair do DVD para o HD todo o seu conteúdo, removendo as proteções de MACROVISION, CSS, RCE e PUOps, se houverem;

- Em um DVD cópia, não existe proteção, exceto de REGION (RCE), se ele não foi gravado em FREE;

- Em um DVD +/-R cabem aproximadamente 4,377 GB (4.700.000.000) bytes e não 4,7 GB (5.046.586.572 bytes);

- O DVD SHRINK, por DEFAULT, trabalha com 4.464 MB (4.680.843.264 bytes) para os DVD-5 e com 8.124 MB (8.723.078.578 bytes) para os DVD-9 (esses valores podem ser ajustados);

- Existem DVD´s que, mesmo comprimidos ao máximo, ultrapassam o valor suportado pela mídia de 4,7 GB; nesse caso, será necessário eliminar alguma coisa, tipo: MENU, EXTRAS ou algum canal de áudio, para poder comprimir e gravar adequadamente;

- Não faz muito sentido eliminar o EXTRA e manter o MENU para trocar o áudio e/ou legenda e/ou capítulos. No controle remoto existem teclas para efetuar essas trocas, sem a necessidade do MENU;

- Os arquivos VOB contêm as imagens, áudios e legendas. As marcas de início e término de cada capítulo estão em um mesmo arquivo VOB. A seqüência dos capítulos nos VOB poderá não coincidir com a seqüência da apresentação do filme. A localização de cada capítulo e a seqüência de apresentação do filme está contida no arquivo VIDEO_TS.IFO;

- O DVD SHRINK, por DEFAULT, desmarca o áudio em DTS 5.1-ch, se houver. A quantidade de bytes do áudio em DTS 5.1-ch é aproximadamente o dobro do áudio em AC3 5.1-ch e o triplo do áudio AC3 2.0-ch, chegando a ultrapassar 500 megabytes, ou seja, 1/9 do total disponível na mídia de 4,7 GB. Mantenha-o desmarcado, exceto se você tiver o decodificador apropriado para utilizá-lo;

- Para gravar um DVD-9 (dupla camada) não haverá necessidade de compactação (ANALYSIS e BACKUP), exceto se você pretende remover algum item. O DVD SHRINK suporta edição para DVD-9.

- A diferença entre o DVD-R e o DVD+R é de tecnologia e fabricantes.

- O DVD+R pode ser gravado em alguns modelos de gravadores como DVD-ROM, para isso o bitseting tem que estar habilitado, esse processo resulta em maior compatibilidade com DVD's players mais antigos




Editando:

Considerando que o conteúdo do DVD foi ripado para o HD pelo DVD DECYPTER (em ISO ou FILES) ou SMARTRIPPER (em FILES) ou qualquer outro ripador menos famoso, está na hora de acioná-lo. O DVD SHRINK pode ripar o DVD diretamente, mas é altamente recomendado não fazer por ele, pelo demasiado tempo que o leitor vai ficar acionado e porque ele não quebra direito as proteções, acontecendo com freqüência dar erro no meio do processo.


Na primeira opção, .ISO, abra o DVD SHRINK e na barra de tarefas em FILE escolha OPEN DISC IMAGE (atalho: Ctrl+I) e direcione-o para o arquivo de extensão .ISO a ser trabalhado. Na segunda opção, abra o DVD SHRINK e na barra de tarefas em FILE escolha OPEN... ou clique no ícone OPEN FILE (atalho: Ctrl+O) e direcione-o para a pasta VIDEO_TS.


O DVD SHRINK vai fazer uma rápida análise do conteúdo do DVD (menos de 2 minutos, com ou sem vídeo -> Enable Video Preview)
Ao término da análise das informações, a tela do Shrink será apresentada da seguinte forma:



Na parte superior, logo abaixo da barra de tarefas, uma linha verde, às vezes com uma parte em vermelho, indica o tamanho do DVD, conforme os itens que estão selecionados (marcados/desmarcados) na coluna COMPRESSION SETTINGS. O ponto da mudança de cor verde/vermelho define a marca de 4.464 MB, que é o tamanho máximo do DVD-5. No final dessa linha será informado o total de megabytes dos dados selecionados, de acordo com a compressão utilizada em cada item. Se uma parte da linha estiver em vermelho e você tentar efetuar o BACKUP, será informado que o tamanho do DVD é muito grande e que você não conseguirá gravar com esse valor, embora você possa optar por fazê-lo assim mesmo.



Do lado esquerdo as pastas: MENU, MAIN MOVIE e EXTRA e do lado direito o que cada pasta contém em termos de áudio e legenda.

Na parte inferior esquerda: Um PLAYER para as imagem e áudio (excluído as legendas) do item selecionado, com uma tecla de STOP (um pequeno quadrado), uma tecla de PLAY/PAUSE (um triângulo/duas barras verticais) e um controle deslizante. O botão do controle deslizante pode ser arrastado com o mouse, avançando/retrocedendo para qualquer frame do item selecionado. Ao clicar em PLAY, será mostrado na pequena tela as imagens correspondentes ao trecho selecionado, com áudio, a partir da posição do controle deslizante. Com o botão direito do mouse posicionado sobre a imagem, você pode trocar o áudio para qualquer um dos que estiverem disponíveis no item selecionado. Clicando duas vezes sobre a imagem ou apertando à tecla F11, a tela pequena muda para FULL SCREEN e vice-versa.



Em COMPRESSION SETTINGS temos em video as opções:

CUSTOM RATIO - Permite a alteração do percentual de compressão do video selecionado.
OBS: Quanto maior o percentual apresentado, menor o grau de compressão do video selecionado.

STILL IMAGE - Permite a substituição do video selecionado por uma imagem fixa, que pode ser selecionada em seu arquivo utilizando o browse

STILL PICTURES - Permite a redução do número de frames (quadros) apresentados na reprodução
OBS: Na utilização das opções "STILL" será diminuido o tamanho do arquivo em megas que serãm deslocados para o Main Movie (Automatic). Porém a imagem fixa ou o video com menor numero de frames, será reproduzido durante o tempo correspondente ao video original.

AUTOMATIC - Com essa configuração para o video selecionado, o percentual de compressão será ajustado a medida que forem sendo efetuadas mudanças em outros itens como audio, video e legendas. Normalmente essa configuração só é utilizada para o Main Movie.


Em EDIT, tem a opção TOOLBARS BUTTONS que possibilita modificar a aparência dos botões da barra de tarefas; existem alguns modelos interessantes.



Opção BACKUP:


TARGET DEVICE - Selecionar a forma do BACKUP para o HD (se em .ISO ou em FILES) e também acionar automaticamente um programa de gravação instalado no computador, tipo NERO, DVD DECRYPTER, etc. Quando o BACKUP terminar, será iniciado o processo de gravação automaticamente.

DVD REGION - Modificar para uma ou mais regiões específicas; por DEFAULT, está marcado REGION FREE.

QUALITY SETTINGS - PERFORM DEEP ANALYSES BEFORE BACKUP TO IMPROVE QUALITY - Fazer a ANALYSIS a partir da barra de tarefas (gasta uns 20 minutos) e, após, fazer o BACKUP (gasta também uns 20 minutos). São dois botões distintos para serem acionados, sendo que o do BACKUP deverá ser acionado somente após a ANALYSIS ser concluída; marcando esta opção, automaticamente será feita a ANALYSIS e o BACKUP para o HD, bastando apenas clicar em BACKUP.

QUALITY SETTINGS - COMPRESS VIDEO WITH HIGH QUALITY ADAPTIVE ERROR COMPENSATION - AEC - Para ser utilizado quando um vídeo comprimido pelo DVD SHRINK apresentar erros de pixelação (uns quadradinhos na imagem). A compensação desse erro poderá ser ajustada dentro de quatro possibilidades, visando eliminá-los ou, pelo menos, reduzi-los: MAXIMUM SMOOTHNESS/muito suave, SMOOTHNESS/suave, SHARP/agudo, MAXIMUM SHARPNESS/muito agudo. Esta opção poderá ser utilizada, por precaução, desde o início do processo, ou seja, não esperar acontecer a pixelação para depois utilizá-la, mas cada uma delas altera o tempo gasto em ANALYSIS, chegando a ultrapassar uma hora, ao invés de uns 20 minutos sem AEC. Se você optar pelo uso do AEC, será efetuada uma nova ANALYSIS seguida do BACKUP correspondente.




Considerações adicionais:

A opção AEC somente estará habilitada se houver alguma necessidade de comprimir o menu /filme /extras.

Se o DVD original for inferior a 4,7 GB, ela estará automaticamente desabilitada.
Da mesma forma, ao clicar no botão de ANALYSIS da barra de tarefas e não houver necessidade de qualquer compressão do menu/filme/extras, será informado que não haverá necessidade de analisar; mesmo assim, se você quiser, poderá efetuar a ANALYSIS.

Para poder efetuar uma compressão com a melhor qualidade possível, a ANALYSIS será efetuada sobre o que você marcou/desmarcou em ÁUDIO e/ou LEGENDAS. Se você alterar a marcação, a ANALYSIS necessitará ser completada nos itens que não foram analisados anteriormente. Se o que restar marcado totalizar menos de 4,7 GB, inclusive no modo RE-AUTHOR, a ANALYSIS não será necessária; apenas o BACKUP será suficiente.

Tenha em mente que a ANALYSIS é para aprimorar a qualidade do produto final mediante compressão de dados; se não tem compressão, não precisa analisar.

Os dados da ANALYSIS são pequenos arquivos salvos em C:\Documents and Settings\All Users\Dados de aplicativos\DVD SHRINK no WINDOWS XP. Para visualizar a pasta onde se encontram os arquivos de ANALYSIS devemos clicar em Ferramentas > Opções de pasta > Modos de exibição > Em pastas e arqivos ocultos marcar a opção mostrar.
Se você não apagá-los e tiver que analisar novamente o mesmo DVD, a ANALYSIS já estará feita e não se perderá tempo com isso; se você quiser efetuar uma nova ANALYSIS, deverá localizar e deletar o arquivo correspondente.
Os nomes desses arquivos são complicados para se saber quem é quem. Por exemplo: Analysis.Results.18deceb3 ou Analysis Results.65ab5e1d e fica difícil saber a quem corresponde; pode ser que a data/hora em que o arquivo foi salvo ajude a localizar.


OPTIONS - Por DEFAULT, o BACKUP é realizado no modo de baixa prioridade, o que permite compartilhar o micro com outras tarefas. Se desmarcar essa OPTION, o BACKUP vai gastar menos tempo, mas o micro ficará com dedicação exclusiva para o DVD SHRINK, sem compartilhamento de tarefas... você pode ainda habilitar para desligar o computador quando completar o BACKUP.

BURN SETTINGS - Você pode trocar o nome do VOLUME do DVD nessa opção e ele será utilizado para gravar o LABEL do DVD. Para o BACKUP pode-se utilizar qualquer nome de arquivo que não afetará a LABEL do DVD.




A Opção Re-Author:

Ao final do processo de análise podemos utilizar a opção Re-author que fica ao lado da Opção Full-Disc. Essa opção permite que sejam selecionados um ou mais videos de um ou mais DVD's ripados, para formar um só dvd.
Ao lado de COMPRESSION SETTINGS temos agora a opção/pasta DVD Browser
Selecionamos a pasta correspondente ao DVD que foi ripado, teremos a estrutura do DVD apresentada ...Menu, Main Movie e Extras.
Selecione o Title desejado e arraste e solte no campo DVD Structure a esquerda.
Podem ser selecionados mais de um title de diferentes DVD's



Isso permite que façamos por exemplo uma coletânea de video clips ou ainda juntarmos dois filmes em um só dvd. Importante salientar que com essa opção não teremos o menu funcional, se arrastarmos ele para o DVD Structure funcionará como um video continuo. .....
Podemos editar um title selecionado, para isso utilizamos a opção Set Start/ And Frames representada por duas setas em sentidos opostos, localizado do lado esquerdo pouco acima de SIZE.


Podemos assim retirar os créditos de cada um dos MOVIES com o objetivo de melhorar a qualidade final do video.
No caso da seleção de clipes basta marcar o inicio e o fim do clip pretendido, normalmente representado por um Chapter.


Se quisermos selecionar mais de um clip do mesmo DVD deveremos arrastar para o campo DVD Structure o Main Movie tantas vezes quantos forem o numero de clipes desejados. Se os clipes forem em sequência obviamente podera ser aproveitado um só title.
Podemos configurar no Title selecionado, qual o áudio e legenda queremos que seja priorizado na reprodução inicial do DVD no Player, para isso clique com o lado direito do mouse sobre o Title e selecione a opção Set Defaut Streams



Faça as marcações de sua preferência



Terminada a seleção e só utilizar a função Backup da mesma forma que na opção Full Disc explicada anteriormente



Existem diversas perguntas sobre DVD's onde não se consegue grau de compressão suficiente para atingir a capacidade de um DVD5 somente em 1 PASS.

Abaixo estou colocandos dois post´s selecionados e relacionados a questão.
Um post inspirado do amigo Amirati, que explica muito bem o processo de compressão e outro que apresenta uma fórmula para compactação em 2 PASS muito divulgada em diversos foruns, que foi postada por muitos colegas, mas recentemente pelo amigo Soneca1.

Devemos compreender que há limites no grau de compressão de programa, ele tem parâmetros com o objetivo de manter um minimo padrão de qualidade.

Na minha opinião e de muitos, o Shrink é ainda, apesar de descontinuado, o melhor programa de compressão levando-se em conta principalmente o tempo gasto, a espetacular função Reauthor, a qualidade de compressão.

O DVD Rebuilder é também um ótimo programa, acho que até superior em alguns pontos, mas pelo enorme tempo que gasto na conversão, mesmo em um PC de ótima configuração e por na maioria dos casos não obter diferença significativa, deve ser utilizado como opção para os poucos casos em que não se obtém sucesso com o Shrink.

0 comentários: