5 de junho de 2010

Como garvar vinil no CD

Confira como capturar o som do vinil, eliminar os ruídos e gravar em CD numa tacada só

Os velhos bolachões de vinil ainda têm fãs entre colecionadores e muitos DJs. No entanto, o destino mais comum de LPs, inclusive álbuns raros não relançados em formato digital, é acabar amontoados no fundo do armário da maioria das pessoas. Afinal, hoje em dia ninguém mais tem paciência para ouvir som com chiados ou mesmo ter de levantar do sofá para virar o disco. A saída para resgatar essas músicas raras para a conveniência do formato CD é usar o computador para fazer a digitalização.


O processo exige um micro com placa de som e CD-RW, o toca-discos e os cabos e programas adequados. Produtos como o Clean Plus (300 reais), da Pinnacle Systems, que usaremos neste tutorial, facilitam ainda mais a conversão, pois reúnem num único software todos os recursos necessários para capturar, tratar e gravar as faixas em CD ou salvar os arquivos em MP3. Outra vantagem do Clean Plus é que ele vem com o PPA-1, um pré-amplificador que faz a ponte entre o toca-discos e o PC, dispensando até mesmo o aparelho de som ou receiver, e os cabos necessários.

1. Plugando os cabos

O primeiro passo é levar o sinal de áudio do toca-discos para o PC, via PPA-1. Para isso, plugue o cabo RCA da pickup no PPA-1. Na parte traseira do pré-amplificador há uma porta USB. Agora é só usar o cabo USB para ligar o PPA-1 ao computador. O pré-amplificador vem ainda com chaves para regular o sinal de áudio, acentuando graves, médios ou agudos.

2. Do LP para o PC

Com tudo devidamente conectado e com o software instalado, a providência seguinte é configurar a placa de som. É fácil: em Options, clique em Soundcard Settings e selecione a sua placa de som para as opções Playback e Recording. É hora de criar o projeto. Abra o menu File e escolha Create New Project. Em seguida, coloque o disco para tocar. Se tudo estiver em ordem, a música do bolachão vai começar a ecoar nos alto-falantes do PC. Caso esteja mudo, verifique o volume da entrada Line In no Controle de Volume do Windows (vá em Iniciar, Programas, Acessórios, Entretenimento).

3. Tudo no automático

O caminho mais prático para fazer a gravação é no modo automático. Para configurar o programa, clique no botão Rec, chamando a janela Record Dialog. Na caixa AutoStart, determine um volume mínimo em decibéis para que o software inicie a gravação automaticamente sempre que esse valor for atingido, evitando assim gravar trechos de silêncio. Como o programa captura todas as músicas de um lado do disco e gera um único grande arquivo em Wave, é preciso inserir marcadores para que seja possível fazer a divisão por faixas. Para tanto, habilite a caixa Delay AutoMaker e determine um intervalo de tempo sem som, algo como 2 segundos, no qual deve ser inserido um marcador. Finalmente, clique em Pause para deixar o Clean em prontidão e coloque o toca-discos para rodar e começar a gravação.

4. Dividindo em faixas

Após gravar todo o lado do LP, é preciso dividir as faixas. Na tela principal do programa, clique no botão AutoMarker e, em seguida, em Create Tracks. Para conferir se as marcações foram feitas nos locais adequados, basta selecionar o trecho e acionar o player do Clean. Caso seja necessário remover ou ajustar a posição da marcação, é só arrastar os marcadores de início (verde) e final do trecho (vermelho). Movendo os ícones de início e término das marcações, também é possível aplicar o efeito Fade In/Fade Out, isto é, o aumento ou a diminuição gradual do volume em músicas que começam ou acabam de forma abrupta. Com um duplo clique sobre o nome do arquivo, já dá para renomeá-lo. Por fim, na coluna Cat., clique com o botão direito e indique a origem do áudio como LP. Essa indicação é muito importante, pois vai permitir ao programa aplicar os filtros e efeitos mais indicados para melhorar a qualidade do áudio quando for usado o recurso AutoClean.

5. Filtrando ruídos

Se o vinil não estiver em esta do perfeito, é possível atenuar ruídos e interferências, como chiados e estalos causados por riscos, levados para o arquivo digital. Selecione a faixa a ser editada. As opções de filtros e efeitos oferecidas pelo software são visualizadas na aba Restoration. Clicando no botão AutoClean, o programa realiza uma limpeza automática das faixas aplicando um conjunto de filtros-padrão. É possível escolher entre três níveis de processamento (Higher, Medium e Light). Qual o mais indicado? Bem, isso vai depender do estado da faixa capturada do LP. O ideal é experimentar mais de um nível para decidir qual é o mais adequado. Para iniciar o processo de limpeza, clique em AutoClean. Quem gosta de tentar novos ajustes e equalizações pode colocar a mão na massa e fazer um trabalho minucioso com outras ferramentas mais poderosas, inclusive para masterização de originais, oferecidas pelo Clean.

6. Queimando em CD

Com os arquivos em Wave limpos, é hora de levar as faixas para o CD. A tarefa é simples. Selecione os arquivos, abra o menu CD e clique em Write Audio CD-R para começar a queimar o CD. Quem prefere o Nero ou o Easy CD Creator também pode usar esses aplicativos para gravar as faixas em CD. Outra possibilidade é converter as faixas em MP3, que assim ocupam menos espaço no micro e podem ser transferidas para players portáteis. Para isso, vá até o menu File e aponte para Export Audiotrack to MP3. Ou simplesmente pressione ao mesmo tempo as teclas de atalho Ctrl e M. Pronto, agora o som do velho vinil volta a fazer bonito, mas no computador, em CD players e em tocadores de MP3.

0 comentários: