9 de junho de 2010

Como renegociar dívida com cartão de crédito

Se seu cliente tem dívidas com o cartão de crédito, é necessário tomar cuidados com a negociação do débito.     Você deve ficar de olho no valor realmente devido. A dívida a ser negociada é composta apenas pelo capital (valor real da dívida) + multa 2% + juros de mora 1% (ao mês) + correção monetária. A administradora do cartão não pode cobrar nada, além disso    Fique atento, pois a multa de 2% deve ser cobrada uma única vez. Já os juros de mora são taxas referentes ao atraso do pagamento e a permanência da inadimplência do seu cliente. Por isso, são cobradas em todos os meses que o seu cliente ficar inadimplente.Mas sempre tente tirar os juros de mora na negociação.    Alguns contratos prevêem que, no atraso do pagamento da fatura, o seu cliente deve pagar, além de multa e juros de mora, uma taxa de cobrança ou honorários de advogado. Cláusulas desse tipo são abusivas e, portanto, ilegais.  Não aceite esta pratica.
O que fazer em caso de dívida acumulada?
    Se seu cliente tem dívida acumulada “Nunca financie as faturas, pois, como no caso dos cheques especiais, este tipo de financiamento incorpora os maiores juros do mercado”.  Além do mais esta prática é ilegal. As administradoras de cartão não têm o aval do Banco Central para cobrar mais de 12% ao ano de multa, ou seja, 1% de juros de mora por mês, isto é o Maximo que eles podem cobrar do seu cliente. Uma saída é ameaçar discutir judicialmente o caso, e com isso firmar um acordo para o pagamento em parcelas fixas. Isso só é possível quando os juros cobrados são superiores a 12% ao ano. A partir do momento que você negocia a divida para seu cliente e fixa o pagamento, nenhum tipo de taxa pode ser cobrada.

0 comentários: